Olá, seja Bem - Vindo(a)!!!

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33

"Lembre-se JESUS é o caminho, a verdade e a vida e ninguém vai ao PAI, senão por ELE".

"Leva-me ao lugar seguro, onde nunca ninguém jamais viu, onde nunca ninguém jamais pisou, onde nunca ninguém ouviu falar, onde nunca ninguém jamais sonhou, é lá onde quero estar, bem juntinho a TI Senhor".




sexta-feira, 11 de março de 2011

TIRANDO AS SANDÁLIAS



Leitura bíblica: Ex. 3: 1-10

Senhor, ajuda-nos a permanecer na Tua santa presença a cada dia.

Que episódio fascinante! Ali estava um homem solitário, pés cansados, sandálias empoeiradas... marcas do caminho percorrido. Caminho de fuga, temores, mágoas e incertezas. Quem sabe no peito a saudade do seu povo e na mente o borbulhar de pensamentos e interrogações que pareciam não ter respostas. Mas algo de extraordinário aconteceria! Uma visão! Um encontro, uma experiência marcante e decisiva... “Moisés, tira as sandálias de teus pés, porque o lugar onde tu estás é terra santa.” Terra santa... presença santa, gloriosa, onipotente. Presença do Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Moisés os conhecia, mas agora conheceria o Deus deles de uma maneira tão pessoal e amorosa.

É impossível ter a revelação da glória, do poder, da beleza e santidade de Deus sem tirar as sandálias. Sandálias que trazem as impurezas da estrada percorrida pelas nossas próprias escolhas. Sandálias da justiça própria, do medo, da covardia, do egoísmo, enfim, sandálias que trazem a feiura do pecado. Tirar as sandálias... rendição plena, incondicional ao propósito maior de um caminho mais elevado, preparado por aquele que é Senhor absoluto sobre todas as coisas. Tirar as sandálias... deixar para trás uma vida de fracassos e desencantos partindo em rumo ao extraordinário, vislumbrado por uma fé cristalina. Tirar as sandálias... sacudir a poeira do deserto e entrar na terra prometida: lugar santo, onde somente habitam aqueles cujas vidas foram santificadas por Cristo Jesus.

Moisés andaria agora de acordo com uma nova proposta de vida. Desafios e acontecimentos magníficos seriam experimentados ao longo de tão grande caminhada. Não mais sozinho, mas com a firme convicção de que a mesma presença reveladora que ardia na sarça, no Monte Horebe estaria sempre com ele. A presença do Grande Eu Sou. Coragem, determinação, esperança, certeza de realização seriam agora suas companheiras.

Tiremos, pois, diariamente nossas sandálias do ontem, partindo em direção ao amanhã que Deus tem reservado de maneira extraordinariamente amorosa para cada um de nós. Permaneçamos continuamente na terra santa.

Tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa. Ex. 3:5b.

Pra. Iara Diniz

2 comentários:

  1. paz e graça. seu maravilho texto levou-me a tirar as sandálias dos meus pés.

    ResponderExcluir
  2. Estou te seguindo tbm!
    Abração!
    Deus abençoe!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 11 de março de 2011

TIRANDO AS SANDÁLIAS



Leitura bíblica: Ex. 3: 1-10

Senhor, ajuda-nos a permanecer na Tua santa presença a cada dia.

Que episódio fascinante! Ali estava um homem solitário, pés cansados, sandálias empoeiradas... marcas do caminho percorrido. Caminho de fuga, temores, mágoas e incertezas. Quem sabe no peito a saudade do seu povo e na mente o borbulhar de pensamentos e interrogações que pareciam não ter respostas. Mas algo de extraordinário aconteceria! Uma visão! Um encontro, uma experiência marcante e decisiva... “Moisés, tira as sandálias de teus pés, porque o lugar onde tu estás é terra santa.” Terra santa... presença santa, gloriosa, onipotente. Presença do Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Moisés os conhecia, mas agora conheceria o Deus deles de uma maneira tão pessoal e amorosa.

É impossível ter a revelação da glória, do poder, da beleza e santidade de Deus sem tirar as sandálias. Sandálias que trazem as impurezas da estrada percorrida pelas nossas próprias escolhas. Sandálias da justiça própria, do medo, da covardia, do egoísmo, enfim, sandálias que trazem a feiura do pecado. Tirar as sandálias... rendição plena, incondicional ao propósito maior de um caminho mais elevado, preparado por aquele que é Senhor absoluto sobre todas as coisas. Tirar as sandálias... deixar para trás uma vida de fracassos e desencantos partindo em rumo ao extraordinário, vislumbrado por uma fé cristalina. Tirar as sandálias... sacudir a poeira do deserto e entrar na terra prometida: lugar santo, onde somente habitam aqueles cujas vidas foram santificadas por Cristo Jesus.

Moisés andaria agora de acordo com uma nova proposta de vida. Desafios e acontecimentos magníficos seriam experimentados ao longo de tão grande caminhada. Não mais sozinho, mas com a firme convicção de que a mesma presença reveladora que ardia na sarça, no Monte Horebe estaria sempre com ele. A presença do Grande Eu Sou. Coragem, determinação, esperança, certeza de realização seriam agora suas companheiras.

Tiremos, pois, diariamente nossas sandálias do ontem, partindo em direção ao amanhã que Deus tem reservado de maneira extraordinariamente amorosa para cada um de nós. Permaneçamos continuamente na terra santa.

Tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa. Ex. 3:5b.

Pra. Iara Diniz

2 comentários:

  1. paz e graça. seu maravilho texto levou-me a tirar as sandálias dos meus pés.

    ResponderExcluir
  2. Estou te seguindo tbm!
    Abração!
    Deus abençoe!

    ResponderExcluir